• Home >
  • Exames >
  • Aminoácidos, Cromatografia Quantitativa

Aminoácidos, Cromatografia Quantitativa

Defeitos genéticos no metabolismo ou no transporte dos aminoácidos podem resultar em doenças chamadas "aminoacidopatias". Quando não tratadas, manifestam-se principalmente por encefalopatia progressiva, retardo mental, convulsões e distúrbios do comportamento. Os declínios significativos tanto na concentração de aminoácidos plasmáticos como na velocidade excretória urinária são raros. As concentrações aumentadas dos aminoácidos plasmáticos e especialmente sua velocidade de excreção urinária são de considerável importância médica, particularmente em recém-nascidos e crianças.
A determinação de aminoácidos na urina é utilizada para diagnóstico de defeitos na metabolização ou transporte de aminoácidos, além de defeitos do ciclo da uréia. Valores aumentados são encontrados em pacientes com diabetes mellitus com cetose, síndrome de Reye, falha renal aguda e crônica, eclampsia, aminoacidemias específicas, choque. Valores diminuídos são obtidos na hiperfunção adrenocortical, síndrome nefrótica, artrite reumatóide, pancreatite aguda, glomerulonefrite e doença de Hartnup.

  • Material:

    Sangue

  • Preparo:

    Jejum obrigatório de 12 horas ou conforme orientação médica.
    Podem interferir no ensaio: ácido ascórbico, aspartame, aspirina, sulfametoxazol + trimetoprima, anticonceptivos orais, glicose, indometacina, insulina, progesterona, testoterona, valproato, gravidez, infecções agudas, diabetes e traumatimos. Avaliar com o médico solicitante a suspensão do uso da medicação. 

  • Material:

    Urina (amostra isolada)

  • Preparo:

    - Colher primeira urina da manhã ou após retenção urinária mínima de 4 horas. 
    - Lavar as mãos, fazer higiene da genitália com água e sabão, secar, desprezar o 1º jato de urina e coletar o jato médio em frasco próprio. 
    - Fechar o frasco imediatamente e encaminhar ao laboratório em até 40 minutos (temperatura ambiente) ou até 2 horas (refrigerado).
    - Alguns medicamentos podem interferir na realização do exame: ácido ascórbico, aspartame, aspirina, bactrim e associados, contraceptivos orais, glicose, indometacina, progesterona,testosterona e valproato. Avaliar com o médico solicitante a suspensão do uso da medicação.

Código CBHPM: 40502074

Resultados