Inibina B

As inibinas são hormônios glicoprotéicos que circulam como dímeros e são produzidos, principalmente, pelo tecido gonadal. Apresentam-se como marcadores da integridade das funções ovariana e testicular, pois no sexo feminino refletem a atividade folicular, e no sexo masculino, na fase infantil estão associados à função das células de Sertoli, e na fase adulta à função das células germinativas. Sua dosagem elevada pode estar relacionada a tumores ovarianos, de células de Sertoly, de Células de Leydig, de supra-renais e à síndrome de resistência androgênica. E sua diminuição, pode estar associada ao climatério, obesidade, anovulação, síndromes dos ovários policísticos, e a alterações testiculares como: anorquia, orquipexia, disgenesia, entre outras. A dosagem deste hormônio vem sendo incluído no teste combinado de rastreamento da síndrome de Down e de Edwards, por marcadores bioquímicos de soro materno, por aumentar a taxa de detecção da trissomia do cromossomo 21 e cromossomo 18.
 

  • Material:

    Sangue

  • Preparo:

    - Jejum obrigatório de 8 horas ou conforme orientação médica.
    - Intervalo entre mamadas para lactentes. 

Código CBHPM: 40321258

Resultados