• Home >
  • Exames >
  • Rickettsia Rickettsii, Anticorpos IgM

Rickettsia Rickettsii, Anticorpos IgM

A febre maculosa brasileira (FMB) é uma doença infecciosa, febril aguda, de gravidade variável, cuja apresentação clínica pode variar desde as formas leves e atípicas até formas graves, com elevada taxa de letalidade. É causada por uma bactéria do gênero Rickettsia (Rickettsia rickettsii), transmitida por carrapatos. O período de incubação em humanos pode ser de 2 a 14 dias. No quadro sintomático clássico da FMB, inicia-se uma febre alta de início rápido associada com mialgia e cefaléia intensa. Este quadro dura de 14 a 21 dias. Com o início da febre aparecem sintomas inespecíficos, em torno do quarto dia de doença aparece o exantema característico que é composto por lesões maculares eritematosas com até 5 mm de diâmetro. Estas lesões iniciam-se nos punhos e tornozelos e se disseminam para o resto do corpo incluindo palmas e plantas dos pés, que ajudam na caracterização da FMB. O diagnóstico sorológico mais utilizado é por imunofluorescência indireta (IFI), porém, só é positivo após 7 dias do início do quadro clínico. Trata-se de uma reação de alta sensibilidade e especificidade que pode ser utilizada para a pesquisa de imunoglobulinas específicas (IgM e IgG). Em geral, os anticorpos são detectados entre o sétimo e o décimo dia da doença.

  • Material:

    Sangue

  • Preparo:

    Jejum obrigatório de 8 horas ou conforme orientação médica.

Código CBHPM: Exame sem codificação

Resultados