Widal, Reação

A febre tifóide é uma doença infecto-contagiosa causada pela bactéria Salmonella typhi e a febre paratifóide pelas Salmonellas paratyphi A, B e C. Esta doença é caracterizada por sintomas sistêmicos proeminentes manifestando-se como: febre, cefaléia, alterações gastrointestinais, esplenomegalia, erupções cutâneas, astenia e prostação. Na primeira semana de infecção por Salmonella o melhor meio de diagnóstico é a hemocultura, já na segunda e terceira semana a coprocultura se faz o meio mais eficiente no diagnóstico. Entre a quarta e quinta semanas a pesquisa de aglutininas é o mais eficaz. Através de suspensões homogêneas de bacilos tíficos e paratíficos A ou B colocadas in vitro em contato com o soro, diagnostica-se o agente específico causador da infecção. Empregam-se na reação de Widal, também os Antígenos O somático e H flagelar que lhe aumentam o valor diagnóstico. O soro dos doentes de febre tifóide contém anticorpos dirigidos contra os antígenos O e H de S. typhi ou de outras salmonelas envolvidas no processo infeccioso.
 

  • Material:

    Sangue

  • Preparo:

    Jejum desejável de 4 horas ou conforme orientação médica.

Código CBHPM: 40307891

Resultados