Ácido Metil-Hipúrico

O ácido metil hipúrico é o indicador biológico da exposição ocupacional ao xileno. Representa mais de 95% da fração metabolizada dos xilenos (dimetilbenzenos). Os xilenos ou dimetilbenzenos são líquidos incolores, de elevada lipossolubilidade e praticamente insolúveis em água. São utilizados em vários processos industriais, tais como na indústria química, de plásticos, fibras sintéticas, couro, tecidos e papéis, como tíner para tintas e lacas. Os xilenos podem sofrer absorção através das vias cutânea e pulmonar. São biotransformados no fígado sendo excretados na urina.

  • Material:

    Urina amostra isolada

  • Preparo:

    - Lavar as mãos antes de colher. 
    - Colher urina após retenção urinária de 4 horas. Fazer higiene da genitália com água e sabão, secar, desprezar o 1º jato de urina, coletar o jato médio em frasco próprio. 
    - Informar se é urina início ou final de jornada quando for exposição ocupacional. 
    - Se a amostra for pós jornada de trabalho, colher amostra ao final do último dia de trabalho da semana. 
    - Evitar colher após a primeira jornada de trabalho da semana. 
    - A ingestão de álcool inibe a biotransformação dos Xilenos e diminui a excreção urinária do Ácido Metil Hipúrico. 
    - A biotransformação do xileno a ácido metil-hipúrico é inibida na presença de ácido acetil salicílico (Aspirina). 
    - A exposição concomitante ao xileno e à metiletilcetona pode resultar em inibição de enzimas envolvidas no metabolismo do hidrocarboneto.
    - Fechar o frasco imediatamente e encaminhar ao laboratório em até 40 minutos (em temperatura ambiente) ou até 2 horas refrigerado (em uma caixa de isopor com gelo, por exemplo).

Código CBHPM: 40313069

Resultados