Arsênico

O Arsênio é empregado na metalurgia de minérios arsenicais, na indústria farmacêutica e eletrônica, na produção de vidros, tintas, lacas (gás arsina), pesticidas: raticidas, parasiticidas, inseticidas e herbicidas, ligas com chumbo, pigmentos cromáticos, como agentes de descoloração do bronze, na estamparia de tecidos, preservação de peles e plumas, contimentos e/ou taxidermia. Processos industriais com desprendimento de arseniato de hidrogênio. Em animais e plantas, o arsênio combina-se com carbono e hidrogênio formando os compostos de arsênio orgânico. Os compostos de arsênio inorgânico são usados principalmente como preservativos para madeira enquanto os compostos de arsênio orgânico são usados como pesticidas.    

  • Material:

    Sangue

  • Preparo:

    Jejum aconselhável de 4 horas ou conforme recomendação médica.

  • Material:

    Urina amostra isolada

  • Preparo:

    - De preferência a 1ª urina da manhã ou com retenção urinária de no mínimo 2 horas.
    - Fazer uma higienização na região, com água e sabonete. Enxaguar e secar.
    - Desprezar o 1º jato de urina no vaso sanitário e sem interromper o jato (sem fazer pausa), colher o jato do meio no frasco estéril disponibilizado pelo laboratório (aproximadamente metade do frasco) e desprezar o final no vaso.
    - Fechar o frasco imediatamente e encaminhar ao laboratório em até 40 minutos (em temperatura ambiente) ou até 2 horas refrigerado (em uma caixa de isopor com gelo, por exemplo).
    - Dieta: durante 3 dias que antecedem a coleta da amostra, recomenda-se não ingerir frutos do mar.
    - Não colher em local de trabalho. 
    - Retirar o uniforme antes de colher. 
    - Recomenda-se colher o material no início ou final da última jornada semanal de trabalho. 
    - Recomenda-se iniciar a monitorização após 6 meses de exposição. 
    - Especificar o tipo de urina enviada (se início ou final da jornada de trabalho). 

Código CBHPM: 40313190

Resultados