CD8, Subpopulação Linfocitária

Citometria de fluxo é uma técnica utilizada para contar, examinar e classificar partículas microscópicas suspensas em meio líquido em fluxo. Permite a análise de vários parâmetros simultaneamente. Através de um aparelho de detecção óptico-eletrônico são possíveis análises de características físicas e/ou químicas de uma simples célula. De acordo com as suas funções biológicas e expressão de moléculas na sua superfície celular, os linfócitos podem ser divididos em três classes, linfócitos T (LT), linfócitos B (LB) e natural killer (NK). Ainda, podemos subdividir os linfócitos T (CD3+) em dois grupos: linfócitos T helper (CD3+ CD4+) e linfócitos T citotóxicos ou supressores (CD3+ CD8+). A contagem dos linfócitos T citotóxicos (CD3+ CD8+) pode ser utilizada para caracterizar e monitorar algumas formas de imunodeficiências, doenças autoimunes e reações imunes. A doença aguda do enxerto contra o hospedeiro e a rejeição ao transplante apresentam valores de linfócitos supressores (CD3+ CD8+) fora da faixa normal de referência. A população CD8+ é elevada em pacientes que apresentam deficiências imunes congênitas ou adquirida, imunodeficiência severa combinada e síndrome da imunodeficiência adquirida. A contagem dos linfócitos CD8+ é frequentemente diminuída no lúpus eritematoso sistêmico, mas pode também apresentar-se aumentada em pacientes submetidos a tratamento com esteróides.

  • Material:

    Sangue

  • Preparo:

    Jejum não obrigatório.

Código CBHPM: 40307441

Resultados