Cromo

O cromo é um indicador biológico capaz de indicar uma exposição ambiental acima do Limite de tolerância, mas não possui, isoladamente, significado clínico ou toxicológico próprio, ou seja, não indica doença nem está associado a um efeito ou disfunção de qualquer sistema biológico. Este elemento natural está presente em rochas, animais, vegetais, solo e poeira e gases de origem vulcânica. Pode ser encontrado em diversas formas: as mais comuns são o cromo metálico (Cr0), cromo trivalente (Cr3+) e cromo hexavalente (Cr6+). O cromo metálico é usado para a fabricação de aço, enquanto as formas Cr3+ e Cr6+ são empregadas na fabricação de corantes e pigmentos, em curtumes, nos processos de galvanização, na produção de tijolos e revestimento de fornos e na preservação de madeiras. O Cr6+ tem sido usado pela indústria de eletrônicos como tratamento anti-corrosivo bem como para blindagem elétrica para alguns componentes. As principais vias de exposição ao cromo e compostos de cromo são a inalação, ingestão e contato dérmico. As indústrias de aço envolvem a maior exposição ocupacional ao Cr6+.

  • Material:

    Sangue

  • Preparo:

    Jejum obrigatório de 8 horas ou conforme orientação médica.

  • Material:

    Urina amostra isolada

  • Preparo:

    - De preferência a 1ª urina da manhã ou com retenção urinária de no mínimo 4 horas.
    - Fazer uma higienização na região, com água e sabonete. Enxaguar e secar.
    - Desprezar o 1º jato de urina no vaso sanitário e sem interromper o jato (sem fazer pausa), colher o jato do meio no frasco estéril disponibilizado pelo laboratório (aproximadamente metade do frasco) e desprezar o final no vaso.
    - Fechar o frasco imediatamente e encaminhar ao laboratório em até 40 minutos (em temperatura ambiente) ou até 2 horas refrigerado (em uma caixa de isopor com gelo, por exemplo).
    - Retirar o uniforme de trabalho antes da coleta. 
    - Informar se faz uso de algum medicamento. 
    - Informar se está exposto ocupacionalmente. 

  • Material:

    Urina 24 horas

  • Preparo:

    - Desprezar a primeira urina do dia no vaso sanitário.
    - Coletar a partir da 2ª urina do dia, dentro do frasco, lembrando que o jato inteiro da urina deve ser coletado.
    - Repetir o processo até a 1ª urina do dia, completando 24h.
    - É importante não perder nenhuma amostra de urina durante a coleta e o frasco deve ser mantido refrigerado durante todo o processo.
    - Encaminhar ao laboratório em até 40 minutos (em temperatura ambiente) ou até 2 horas (refrigerado em uma caixa de isopor com gelo, por exemplo).
    - Não colher em local de trabalho. 
    - Retirar a roupa ou uniforme contaminado antes da coleta. 

Código CBHPM: 40313310

Resultados