Mercúrio

O Mercúrio é um metal com alta toxicidade. Pode causar toxicidade sistêmica ou lesão de pele ou mucosas. Concentrações normais de mercúrio no sangue total, em indivíduos não expostos ocupacionalmente, são geralmente inferiores a 1mcg/dl. Indivíduos normais, que têm exposição ocupacional leve podem apresentar rotineiramente níveis acima de 1,5 mcg/dl. Da mesma forma, uma dieta rica em peixes, frutos do mar e outros alimentos contendo mercúrio é causa comum de mercúrio moderadamente elevado na ausência de sintomas clínicos. A determinação de mercúrio em sangue total é o melhor indicador da exposição ao mercúrio orgânico (metilmercúrio). Considera-se exposição significativa ao mercúrio orgânico níveis maiores que 5mcg/dl; no caso do mercúrio inorgânico considera-se valores maiores que 20 mcg/dl como indicativos de exposição significativa. Uma vez que menos de 10% do metilmercúrio é eliminado por excreção urinária, o teste urinário tem pouca sensibilidade para detecção do mercúrio orgânico, sendo utilizado como indicador do mercúrio inorgânico e elementar. Conforme a NR-7, o mercúrio urinário é o indicador biológico para exposição ao mercúrio inorgânico. Observa-se que manifestações clínicas de intoxicação não são comuns quando o mercúrio urinário encontra-se inferior a 500mcg/g creatinina. Mercúrio urinário pode ser usado para acompanhar terapia de quelação, que imobilizando o metal, aumenta a sua excreção urinária.
 

  • Material:

    Sangue

  • Preparo:

    Jejum não obrigtório.

  • Material:

    Urina amostra isolada

  • Preparo:

    - De preferência a 1ª urina da manhã ou com retenção urinária de no mínimo 2 horas.
    - Fazer uma higienização na região, com água e sabonete. Enxaguar e secar.
    - Desprezar o 1º jato de urina no vaso sanitário e sem interromper o jato (sem fazer pausa), colher o jato do meio no frasco estéril disponibilizado pelo laboratório (aproximadamente metade do frasco) e desprezar o final no vaso.
    - Fechar o frasco imediatamente e encaminhar ao laboratório em até 40 minutos (em temperatura ambiente) ou até 2 horas refrigerado (em uma caixa de isopor com gelo, por exemplo).
    - Não colher em local de trabalho. 
    - Retirar o uniforme antes de iniciar a coleta. 
    - Recomenda-se iniciar a monitorização após 12 meses de exposição. 

  • Material:

    Urina de 24 horas

  • Preparo:

    - Desprezar a primeira urina do dia no vaso sanitário.
    - Coletar a partir da 2ª urina do dia, dentro do frasco, lembrando que o jato inteiro da urina deve ser coletado.
    - Repetir o processo até a 1ª urina do dia, completando 24h.
    - É importante não perder nenhuma amostra de urina durante a coleta e o frasco deve ser mantido refrigerado durante todo o processo.
    - Encaminhar ao laboratório em até 40 minutos (em temperatura ambiente) ou até 2 horas (refrigerado em uma caixa de isopor com gelo, por exemplo).
    - Não colher em local de trabalho. 
    - Retirar o uniforme antes de iniciar a coleta. 
    - Recomenda-se iniciar a monitorização após 12 meses de exposição. 

Código CBHPM: 40313190

Resultados