Sangue Oculto, Pesquisa

O sangramento retal pode ter várias causas, desde lesões simples e benignas, como as hemorroidas, até hemorragias digestivas do estômago e câncer do cólon. As características do sangramento retal nos permite ter uma ideia da origem do mesmo. Por exemplo, fezes bem negras, pastosas e com odor muito forte indicam a presença de sangue digerido, sugerindo um sangramento mais alto, que tenha percorrido grande parte do trato digestivo. Este tipo de fezes com sangue digerido recebe o nome de melena e é característico de sangramentos do duodeno, estômago ou esôfago. Pequenas quantidades de sangue nas fezes ou sangramentos detectáveis somente após a limpeza do ânus com papel higiênico são as formas de sangramento retal mais comuns podendo ser: hemorroidas, fissuras anais, pólipos intestinais, úlceras retais, câncer retal ou anal ou endometriose intestinal. Quando a quantidade de sangue nas fezes é moderada a grande, ou quando há melenas, a origem do sangramento costuma ser mais interna, geralmente cólon ou estômago, sendo as causas mais comuns: úlcera gástrica, lesões do esôfago, doença diverticular do cólon, câncer do intestino, infecção intestinal, doença inflamatória intestinal, angiodisplasia entre outras.
 

  • Material:

    Fezes

  • Preparo:

    - O paciente deve coletar as fezes no frasco estéril, sem uso de laxantes.
    - Encaminhar ao laboratório em ate 40 minutos (em temperatura ambiente) ou até 12 horas (refrigerado em uma caixa de isopor com gelo, por exemplo).
    - Se solicitado mais que uma amostra:
    A coleta deve ser em dias alternados (exemplo: segunda, quarta e sexta-feira).

Código CBHPM: 40303136

Resultados